REDE PÚBLICA DE ENSINO: ÍNDICES DEPLORÁVEIS

Tendo como base o estudo comparativo do desempenho escolar de 2007 a 2017, a organização Todos pela Educação mostra o abismo que existe entre a rede pública e a rede privada de ensino brasileiro. Considerando o desempenho de alunos do 3º ano do Ensino Médio, a pesquisa registra que em Matemática houve uma queda de 9,7% (2007) para 9,1% (2017) no aprendizado geral. Na rede privada, o índice é de 39,3%, enquanto que na rede pública é de assustadores 4%, ou seja, de cada 100 alunos apenas quatro atingem o aprendizado esperado. Na década em análise, o aprendizado da Língua Portuguesa registrou crescimento geral de 4,6%, com 29,1% de aprendizado adequado. Mais uma vez a diferença é abissal. Na rede privada, o índice chega a 67,5%, enquanto que na rede pública, 22,7%. Com esses números não é exagero afirmar que a educação brasileira precisa urgentemente ser repensada. E, certamente, não é com base nos ensinamentos bíblicos que iremos resolver o problema.

Anúncios

PREVIDÊNCIA MILITAR: REAÇÃO FOI NEGATIVA

O Congresso e até mesmo o mercado financeiro reagiram negativamente à proposta de previdência dos militares. O que pegou mesmo não foram as mudanças no tempo de serviço e percentual de desconto no salário, mas sim as vantagens oferecidas pela contrapartida também presentes no projeto de lei. O que era para ser uma mudança que resultaria na economia de quase R$ 100 milhões, ficou em apenas R$ 10 milhões.

SERGIO MORO X RODRIGO MAIA: O CLIMA ESQUENTOU

A depender das últimas declarações do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o relacionamento entre ele e o ministro da Justiça, Sergio Moro, não deve reservar bons momentos. Maia não gostou nada de ver seu nome bombardeado nas redes sociais depois de não dar a prioridade desejada por Moro ao processo de votação do Projeto Anticrime. O deputado carioca falou que o projeto era um “cola e copia” de outro, do agora ministro do STF, Alexandre de Moraes, e classificou o ex-juiz Moro de “funcionário do presidente”.

AUDIÊNCIA PÚBLICA AMANHÃ: REVISÃO DO PLANO DIRETOR

A Prefeitura de Paranavaí realiza amanhã (quinta-feira), às 19 horas, na Câmara de Vereadores, uma Audiência Pública que tratará da revisão do Plano Diretor. O Plano Diretor é um documento que visa o crescimento equilibrado da cidade, com definições prévias acerca das suas prioridades e das destinações de uso de seu território. Esta é uma oportunidade do cidadão de opinar sobre como será o futuro da cidade e deve ser aproveitado. Não adianta reclamar depois.

BUSCAR AS CAUSAS DAS TRAGÉDIAS: CAMINHO NOS EUA

Enquanto que no Brasil, após a tragédia de Suzano, um senador chegou a defender que professores sejam armados para prevenir novos episódios do tipo, nos EUA estudiosos de diversas áreas se reúnem em comissão para discutir as melhores formas de evitar tais acontecimentos. Lá, muitas escolas já contam com estruturas elaboradas de segurança e mesmo assim são alvos de atentados. Os estudiosos já concluíram que armar os professores não resolve o problema.

O ENTERRO DA CPI DA LAVA TOGA

A Revista Crusoé revela que o presidente do Senado, Davi Alcolumbre já tem uma carta na manga para enterrar a CPI da Lava Toga. O pedido para a criação da comissão foi protocolado no Senado com 29 assinaturas, duas a mais que o mínimo necessário. O artigo 146 do regimento interno do Senado determina que não se admita comissão parlamentar de inquérito sobre matérias pertinentes à Câmara, aos estados e às atribuições do Poder Judiciário.

PROPOSTA DE PREVIDÊNCIA DOS MILITARES TEM ECONOMIA DE 1%

A meta divulgada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, é de que a reforma da previdência gere uma economia de R$ 1 trilhão em dez anos. A proposta de previdência dos militares entregue hoje ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, prevê uma economia de 1% (R$ 10 milhões) do total previsto, além de ter incorporar contrapartidas. Esta situação certamente servirá de munição para que os servidores públicos com altos salários critiquem a proposta geral.