Destaque

KIQ USA REDES SOCIAIS PARA OUVIR POPULAÇÃO: DIRECIONAMENTO DE RECURSOS

O prefeito de Paranavaí, Delegado KIQ, começou, salvo engano, ontem em sua página no Facebook, a ouvir a população sobre o direcionamento de recursos públicos. Na postagem, o prefeito pede que sejam listadas três obras ou ações importantes para a cidade. Na tarde desta terça-feira, mais de 130 postagens tinham sido feitas, uma parcela significativa das pessoas escolheu investimentos na área de saúde, tais como rapidez na distribuição de consultas, maior oferta na área de especialidades e até melhora no atendimento. A abertura de mais vagas em creches também registra um bom número de defensores. Salvo engano, a intenção do prefeito KIQ é direcionar os recursos para ações públicas que tenham respaldo popular, mas nas propostas o que se vê são cidadãos preocupados mais em verem seus problemas particulares ao invés de apresentarem propostas coletivas. Algumas exceções tratam de temas relacionados à mobilidade urbana, tais como a instalação de semáforos inteligentes, a construção de ciclovias e até a melhora no videomonitoramento.
Mesmo não mais morando em Paranavaí, deixei o meu pitaco: Mais vagas nas creches, mais consultas de especialidades e rapidez no atendimento nas UBSs parecem ser um clamor comum nesses comentários, mas prefiro sugerir, já que é uma proposta de ação pública, na prevenção. Para tanto defendo a construção de centros esportivos, que atendam de crianças a idosos, com a presença de uma equipe multidisciplinar. Estaremos assim proporcionando a chance de uma população mais saudável e consequentemente menos doente. Os centros seriam instalados em bairros de grande concentração de pessoas e poderiam, ao longo do tempo, ir agregando outros serviços da administração pública municipal. A proposta não é simples, muito menos barata, mas tem o foco no bem estar futuro da população.

Destaque

MOMENTO DE EXPECTATIVA

Encarado com euforia para alguns e com ceticismo para outros por outros, o Governo de Jair Bolsonaro tem muito trabalho pela frente. A consolidação de reformas estruturais tão necessária para que o país tenha chance de retomar o caminho do crescimento promete ser o primeiro grande desafio da atual gestão. Principalmente pelo aspecto de que não depende apenas da vontade da nova equipe, mas do voto de deputados federais e senadores. As mudanças na Previdência, por exemplo, são mais do que esperadas e envolvem grupos econômicos acostumados a terem privilégios em detrimento da maioria da população brasileira. O discurso inicial de que todos devem dar sua cota de sacrifício encontra guarida na maioria das categoriais profissionais, mas não se pode esquecer do poder já demonstrado por grupos de privilegiados. A começar pela classe política brasileira, que tem se mostrado avessa a alterações que lhe tirem direitos. Se dependemos dos políticos com mandato para que distorções de tratamento na hora de se aposentar sejam corrigidas temos um impasse. E fica a pergunta: vão eles atirarem no próprio pé, mesmo que seja esta a vontade dos que os elegeram? Desculpem a desconfiança natural e necessária de um jornalista, mas duvido!

Destaque

RECOMEÇANDO

Ano novo, blog novo. O nome continua o mesmo, mas a forma de acessá-lo mudou e a maneira de encarar a elaboração de um espaço de informação e opinião tem o ingrediente de 28 anos dedicados ao jornalismo. Agora a partir de Cianorte, sem esquecer de Paranavaí onde vivi por mais de 25 anos. Não tenho a pretensão da unanimidade, apenas o desejo de ver respeitado o meu direito de ter opinião sobre assuntos de diferentes matizes. Reconheço que em tempos de acirramento de ânimos na internet, principalmente quando o assunto é política, a tarefa de tratar do assunto não deixa de ser um desafio e uma tarefa que pode se tornar árdua. Que fique claro: posso não concordar com a sua opinião, mas defenderei com unhas, dentes e argumentos o seu direito de expô-la. Me desejem sorte, vou precisar.

DUPLICAÇÃO DA BR-376: NOVO PRAZO PARA ACABAR

Como bem assinalou a repórter da RPC ao tratar do tema, o término das obras de duplicação da BR-376 já viraram uma novela. E ouso acrescentar que do estilo mexicano, com episódios em demasia. Esta é a quarta vez que a concessionária Viapar anuncia uma dilação do prazo de entrega da obra. Enquanto isso, quem passa pela rodovia com certa frequência tem que conviver com obstáculos que aumentam o tempo de viagem. Pelo que se comprometeu mais uma vez, a Viapar afirma que em dezembro deste ano a obra estará sendo entregue. Vamos esperar.

SUSPENSA INVESTIGAÇÃO CONTRA MOTORISTA DO FILHO DE BOLSONARO

E mais uma vez um ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), neste caso Luiz Fux, consegue deixar o país indignado com a concessão de uma liminar. Desta vez e atendendo um pedido do senador eleito Flavio Bolsonaro, Fux decidiu suspender a apuração pela PF sobre a movimentação financeira de Fabricio Queiroz, o amigo e ex-funcionário do requerente. Isso acontece depois que Queiroz faltou duas vezes à audiência para prestar depoimento alegando motivos de saúde. Apesar de ter dito que estava à disposição da Justiça para prestar esclarecimentos, Flávio Bolsonaro, não compareceu na data marcada e agora é o autor do pedido que dá um refresco para o amigo. Mas na avaliação de outro ministro do STF, que preferiu o anonimato ao falar com a imprensa, essa estratégia pode ser um “tiro no pé”, já que a Procuradoria Geral será compelida a solicitar a ampliação da investigação quando a suspensão for cancelada, como é o esperado. Ao alegar como um dos motivos do pedido, o foro privilegiado, Fux ignorou entendimento do plenário do STF, de que este privilégio só vale a partir e durante o mandato. Flávio nem tomou posse ainda e também não é investigado.

FEMINICÍDIOS EM ALTA

O Brasil já registrou mais de 20 casos de feminicídios, crimes de ódio contra a mulher, em 2019. Para se ter uma ideia da gravidade do momento, entre julho e dezembro do ano passado, foram registrados 39 mortes com este tipo de causa. Esse quadro é reflexo de uma sociedade machista, em que o homem acredita ter controle absoluto sobre a mulher. A situação se agrava pelo fato de que a segurança pública não tem a estrutura necessária nem mesmo para proteger as mulheres que recorrem à Justiça para obter medidas protetivas. A qualificação deste tipo de crime, com pena maior do que o homicídio simples (de seis a 20 anos de prisão), e no rol dos crimes hediondos, com pena de 12 a 30 anos e inafiançável, não tem sido suficiente para reverter o quadro.

ASSINADO DECRETO DA POSSE DE ARMAS

Agora está valendo. O presidente Jair Bolsonaro assinou hoje o decreto que permite ao cidadão ter até quatro armas de fogo as mantenha em casa. Para flexibilizar a posse de armas o prazo de validade do registro passou de cinco para dez anos. O principal argumento apresentado para esta iniciativa, segundo Bolsonaro, é fazer valer o resultado do referendo realizado em 2005, quando o eleitor brasileiro em sua maioria, mais de 60%, optou por autorizar o comércio de armas. Resta saber se o problema de segurança pública será minimizado com a simples hipótese de que um assalto a uma residência possa ser rechaçado com tiros. Por sinal, os contrários à ideia afirmam que é justamente neste aspecto que mora o perigo, podendo gerar um aumento no número de roubos ou furtos de armas em residências ou estabelecimentos comerciais. Já prevendo que o uso dessas armas podem gerar situações contrárias à autodefesa, o decreto determina que nas residências em que houver crianças ou adolescentes será preciso que o proprietário da arma se comprometa a ter um cofre ou outro lugar seguro para guardá-la. Para comprar uma arma a pessoa tem que ter mais de 25 anos, realizar um teste psicológico e fazer um curso de tiro. Se isto irá contribuir para a redução da criminalidade somente o tempo dirá, mas que aquece um mercado antes em baixa, sem sombra de dúvida.

FIM DAS TOMADAS NOS PRESÍDIOS CEARENSES

Não foi do ministro da Justiça, Sergio Moro, como vem sendo alardeado nas redes sociais, a iniciativa de retirar as tomadas das celas dos presídios cearenses, como forma de evitar que os presos se comuniquem com seus comandados soltos. A ideia partiu de um deputado ao analisar a proposta do Governo do Ceará de medidas para tentar controlar a violência que já dura 14 dias e tem provocado estragos na economia do estado, bem como na imagem da classe política. Mais uma vez coube ao jornalismo do Estadão corrigir a informação.

PREOCUPANTE: SEIS CIDADES DA REGIÃO DE PARANAVAÍ ESTÃO ENTRE AS 25 COM MAIOR INCIDÊNCIA DE DENGUE

É para se preocupar. Das 25 cidades do Estado com maior incidência de casos de dengue, seis são da região de Paranavaí. São elas: Amaporã, São João do Caiuá, Paranavaí, Planaltina do Paraná, Santa Isabel do Ivaí e Terra Rica. Paranavaí, a cidade pólo, é a terceira do estado com mais casos notificados, 331, e com casos confirmados, 15. Como grande parte dos focos do mosquito é encontrada nos quintais das residências, cabe à população uma ção efetiva para evitar que se tenha uma nova epidemia da doença. Não é preciso lembrar que nenhuma cidade, seja de que porte for, está preparada para um número de pessoas precisando de internamento hospitalar e em Paranavaí não é diferente.